EXAME: Maringá é polo de tecnologia e profissionais de fora são bem vindos!

Com a meta de se tornar o Vale do Silício paranaense nas próximas décadas, Maringá segue um plano estratégico definido pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) que propõe o estímulo e investimento no setor de TI.

“Uma cidade de tecnologia de ponta, com emprego e renda de alto valor agregado”, prevê Ilson Rezende, CEO da DB1 Global Software e presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem).

A matéria é da EXAME e destaca também o investimento da cidade em qualidade de vida (veja mais sobre o estilo de vida maringaense).  Com esses dois fatores, é comum que profissionais de outros estados se interessem por Maringá. Movimento este, muito esperado pelas 400 empresas de desenvolvimento de software, incluindo a DB1 Global Software. Vale lembrar que esse crescimento também puxa a demanda para outros setores de apoio ao negócio, como marketing e recursos humanos. Segundo Ilson Rezende, sem recrutar profissionais de fora não é possível preencher todos os cargos.

“Temos demanda para pessoas de outros estados. Mais da metade dos profissionais que a DB1 contrata vem de fora”, afirma. No site da DB1 é possível consultar todas as vagas.

Maringá para diversos talentos

Ainda na matéria da EXAME, consta uma entrevista com Edoil Barros, gerente de projetos da DB1, que se mudou de São Paulo para Maringá em 2012 e conta sua perspectiva da cidade. Veja o trecho:

“Quando eu cheguei tinha mais vagas para os jovens, mas o mercado foi evoluindo e, para dar conta do crescimento, as empresas passaram a precisar mais da figura do gestor”, diz Barros, que trabalhou 12 anos na Vivo em São Paulo, onde era coordenador.

Mas o mercado promissor em tecnologia não foi definitivo para que Barros tomasse a decisão de residir permanentemente na cidade e, sim, a qualidade de vida. “Quando me mudei nem sabia que o mercado em TI era tão forte”, conta.

A vontade de sair de São Paulo surgiu quando seu filho, Pedro, nasceu em 2011, e a desafiadora rotina paulistana começou a pesar para ele e a mulher, cuja família é de Maringá. “A gente tinha uma vida muito corrida em São Paulo e a decisão foi balizada mais por conta da família”, diz.

A tranquilidade de viver numa cidade bem arborizada e sem trânsito é um dos principais benefícios da mudança. “São as coisas simples do dia a dia que fazem a diferença”, diz.

É contando sobre a sua rotina que Barros diz convencer outros profissionais que estão pensando em morar e trabalhar em Maringá. Quando há processos seletivos na DB1, Barros é sempre convidado a contar sua experiência, já que deixou São Paulo pela cidade paranaense.

Aos que temem perda salarial, ele sempre indica que não fiquem prestando atenção apenas no valor do salário já que o custo de vida é mais baixo do que em São Paulo.

Profissional em Maringá não fica parado! Conhece alguém de fora que está em busca de qualidade de vida e crescimento profissional na área de tecnologia? Compartilhe esse artigo e veja na íntegra a matéria da EXAME: http://exame.abril.com.br/carreira/cidade-entre-as-melhores-do-pais-quer-atrair-pessoas-qualificadas/

 

Como ser mais produtivo e feliz no trabalho?

Um artigo de Dejours (Doutor em Medicina pela Faculdade de Medicina de Paris) denominado “Psicodinâmica do Trabalho e Teoria da Sedução”, gera uma reflexão importante sobre a importância da produtividade, criatividade e do zelo para a felicidade no trabalho. Afinal, muitas vezes temos a sensação de que ficamos patinando no trabalho e parece que não chegamos ao resultado desejado, de modo que a angústia nos invade.

Leia mais