Dicas para uma boa Análise de Requisitos

Uma boa Análise de Requisitos pode fazer toda a diferença em um projeto de
software, e por ser um documento muito específico que demanda conhecimento tanto
técnico quanto de negócio, precisa ser muito bem desenhado. Esse é um ponto crucial
para que no final do processo o software seja rápido, eficiente e apresente uma alta
performance. Temos também um artigo focado na importância e diferencial da Análise de requisitos, veja aqui.

Se a empresa contratante do serviço de desenvolvimento de software possuir um
analista especializado, um desenvolvedor ou um profissional técnico que possa se
envolver no projeto, ele pode construir o documento. Porém, se esse não for o caso, o
melhor a fazer é também contratar esse serviço de maneira terceirizada.

Os 3 pontos-chaves  para uma boa Análise de Requisitos

  1.  Entender a importância do documento e construí-lo com a maior quantidade de informações possível;
  2.  Promover o trabalho em conjunto com a empresa desenvolvedora (que pode analisar e re-analisar até obter um produto final completo);
  3.  Saber que o levantamento de informações e a escrita da análise levam em média oito horas de trabalho, podendo chegar a quatrocentas, esse é um dado baseado em históricos de análises desenvolvidas pela DB1.

Leia mais

Análise de requisitos: qual a sua importância e diferencial?

Se você já participou de algum projeto de desenvolvimento de software ou já contratou serviços de fábrica de software, pode ter esbarrado com o termo “Análise de Requisitos”. E o que para muitos é algo obscuro, confuso e até sem relevância, tem uma importância extrema em vários aspectos.

Mas afinal, o que é Análise de Requisitos?

A Análise de Requisitos é o primeiro passo do processo de desenvolvimento de um projeto de software e que tem por produto de trabalho documentos que contemplam detalhes minuciosos do software. Estes documentos norteiam a visão e o escopo do projeto, dando rumos do que é e porque será desenvolvido.

Com a Análise de Requisitos, tanto a equipe da fábrica de software quanto o cliente conseguem ver com clareza os seguintes pontos:

  • O que vai ser criado;
  • Como será criado;
  • Para que será criado;
  • Quanto tempo irá levar;
  • Visualizar como o sistema vai ficar antes mesmo do início do desenvolvimento (e com a utilização de protótipos interativos);
  • Estimar o investimento financeiro total necessário. Leia mais

Parceria com a FPP proporcionou primeiro projeto global à DB1

A parceria entre a DB1 e a FPP nasceu em 2015 com o intuito de desenvolver uma ferramenta de feiras virtuais para estudantes que procuram estudar em outros países. A FPP é líder mundial nesse segmento e trabalha criando um vínculo entre os estudantes que procuram fazer qualquer curso de interesse no exterior, desde idioma até bacharelado, e as instituições que prestam esse tipo de serviço. “É bastante interessante essa parceria que a DB1 tem com a FPP porque a gente acaba aprendendo bastante coisa com eles. Eles têm uma veia bem voltada à inovação e à tecnologia e esse é um dos motivos principais de serem os líderes mundiais no mercado” pontua Tiago Hlatki, gerente de projetos DB1 IT Services.

Leia mais

As vantagens do uso do Open Tools API na equipe de desenvolvimento Delphi

Olá, pessoal. É com grande prazer que marco início das minhas atividades de elaboração de artigos para o blog da DB1 Global Software.

Meu nome é André Luis Celestino e trabalho como Desenvolvedor Delphi na área de IT Services. Prazer em conhecê-los!

Neste primeiro artigo, pretendo relatar brevemente sobre como o Open Tools API do Delphi aprimorou a produtividade da nossa equipe. Caso vocês ainda não conheçam, o Open Tools API, também conhecido como “IOTA”, é um conjunto de Interfaces disponibilizadas pela Embarcadero para criar extensões para o Delphi, como plugins. A propósito, alguns wizards de apoio, como o CnPack, GExperts ou MMX, bastante utilizados por programadores Delphi, foram desenvolvidos através do Open Tools API.

Leia mais

Por que contratar uma empresa de desenvolvimento de software?

É comum em uma empresa que exista a dúvida: devo contratar uma empresa para desenvolver um software ou montar um time interno? Fato é, se a sua empresa não tiver experiência com desenvolvimento de software pode ser muito frustrante escolher a segunda opção. É preciso muito engajamento para que o projeto de um novo sistema saia do papel.

Leia mais