10/01/2018 Vinicius Carvalho

Certificação de Engenharia de Requisitos – CPRE-FL

Analisando o mercado de trabalho de alguns anos atrás, o diferencial de um profissional era a graduação. Alguns anos depois passou a ser a pós graduação. Atualmente a maioria dos profissionais possui uma graduação e uma ou mais pós graduações. Sabendo disso, é preciso ter algo a mais em seu currículo para se destacar. Pode parecer clichê, mas é assim que tem sido o mercado de TI no Brasil. E assim, surgem as certificações na nossa área. E principalmente as certificações reconhecidas internacionalmente.

Parafraseando Marcelo Neves, que é um dos nome mais respeitados no Brasil na área de Análise de Negócios e Engenharia de Requisitos, a certificação CPRE-FL é uma  certificação profissional que com ela os profissionais conseguem a tão desejada visibilidade que faz com que as empresas o disputem. Isso é especialmente crítico na atual situação de crise do país onde cada oportunidade é disputada a tapa. A certificação CPRE do IREB é o caminho mais curto e mais seguro pra se ter o reconhecimento.

Existem muitas certificações na área da programação, mas poucas na área de engenharia de requisitos e análise de negócios. Nós analistas de negócios aqui da DB1, para aumentar cada vez mais a qualidade da documentação de nossos projetos, temos optado por tirar a certificação CPRE-FL. Pois o estudo para certificação engloba temas da engenharia de software que vão desde métodos de elicitação de requisitos, documentação, validação, negociação até o gerenciamento dos requisitos.

A certificação CPRE-FL

O órgão responsável pela criação desta certificação foi o IREB – International Requirements Engineering Board. Com a visão de criar uma base internacionalmente aceita de profissionalização da disciplina Engenharia de Requisitos, de forma a dar importância e orientação correspondente ao seu valor para a indústria. Nesse meio tempo o IREB tornou-se um organismo de renome mundial de especialistas para a certificação dos profissionais em Engenharia de Requisitos. Mais informações aqui.

A prova é presencial e você pode realiza-la através de órgãos vinculados ao IREB. Aqui no Brasil, o principal responsável por aplicar a prova é a Abramti. A prova ocorre 4 vezes ao ano, nos meses de fevereiro, maio, agosto e novembro. Pelo site, é possível consultar as datas das provas, os locais de exame e realizar a inscrição. Aqui no Brasil até o momento há a disponibilidade apenas da certificação Foundation Level. A certificação CPRE, ainda possui os níveis avançado (CPRE-AL) e expert (CPRE-EX).

A prova CPRE-FL contém 45 questões. Dependendo da dificuldade, cada pergunta poderá atingir de 1 a 3 pontos. Os pontos possíveis são informados no cabeçalho de cada questão. Para passar no exame você precisa obter a pontuação de pelo menos 70% do total de pontos. Durante o exame o uso de materiais auxiliares não é permitido (por exemplo, material de seminário, livros, telefone).

Estudo para a certificação CRPE-FL

A prova tem como base o livro “Fundamento da Engenharia de Software” de Klaus Pohl e Chris Rupp. Há outros materiais de apoio disponíveis no tanto no site da Abramti como do IREB. Um desses materiais disponíveis é o Syllabus. Nele você encontra todos os assuntos que você deve estudar para a prova. E o interessante do Syllabus é que ele identifica os assuntos que você deve conhecer e quais você deve dominar e utilizar. Os tópicos do estudo são:

  • Introdução e Fundamentos (N1);
  • Delimitar o Sistema e o Contexto do Sistema (N2);
  • Elicitar Requisitos (N2);
  • Documentação de Requisitos (N2);
  • Documentação de Requisitos usando Linguagem Natural (N2);
  • Documentar Requisitos usando Modelos (N2);
  • Validar e Acordar Requisitos (N2);
  • Gerenciar Requisitos (N2);
  • Apoio por Ferramentas (N1);

Onde (N1) são assuntos que você deve ao menos conhecer e (N2) são assuntos que você deve dominar e saber utilizar. No Syllabus você só irá encontrar o resumo de cada tópico, por isso, ler o livro “Fundamento da Engenharia de Software” é fundamental para a certificação. E mesmo que você não queira tirar a certificação o livro é muito interessante, pois aborda temas importantíssimos para todo engenheiro de requisitos e analista de negócios.

Não é uma prova fácil, por isso, é necessário dedicação nos estudos. Encontrar outras pessoas que queiram tirar a certificação e montar um grupo de estudo é uma maneira bem legal de estudar!! #ficaadica

Conclusão

Não deixe para depois para se destacar no mercado, pois pode ser tarde demais. Estudando para a certificação, você irá adquirir novos conhecimentos e mesmo que você não passe de primeira, serão conhecimentos que irão agregar na qualidade de seu trabalho. Eu tirei essa certificação recentemente e foi uma excelente experiência. Além da DB1, agradeço o apoio dos membros comitê de análise de negócios que já eram certificados e me apoiaram durante os estudos. #certifiquem-se #comitedeanalise

Comentários

comentários

Tagged:

Sobre o autor

Vinicius Carvalho Vinicius Carvalho é Engenheiro de Software, apaixonado por tecnologia e desenvolvimento de software. Focado no desenvolvimento de projetos que gerem resultados positivos e valor para as pessoas e/ou empresas. Tem atuado desde 2010 na área de tecnologia de informação e desempenhado diversas funções: de desenvolvedor a gerente de projetos. Atualmente, Vinicius atua como Analista de Negócio em projetos ágeis, com foco no desenvolvimento de requisitos utilizando as melhores práticas de engenharia de requisitos, BDD e gerenciamento ágil. Nos últimos anos, teve o prazer em escrever dois livros.Confira os livros de Vinicius Carvalho:- MySQL: https://goo.gl/XNTeoG- PostgreSQL: https://goo.gl/O2g2EF