27/09/2017 Pedro Henrique Malvestio e Luiz Eduardo Feitosa

Certificação, por que não?

Neste artigo, vamos abordar quais as principais vantagens e também as motivações que levam um profissional a buscar e se certificar, além de explanar sobre algumas certificações específicas para a área de análise de negócios.

Motivos para se certificar

Quais as vantagens, ou que deve te motivar a se certificar?

As certificações são criadas e emitidas por entidades especializadas em um determinado assunto ou tecnologia. Por exemplo, a Oracle é responsável pelas certificações em Java, a Microsoft pelas certificações em C#.Net, e o IIBA pelas certificações em Análise de Negócio. Estes institutos, em sua grande maioria, são detentores ou parceiros das tecnologias abordadas, no caso do Java e C#, ou são referências e geradores de padrões ou tendências de mercado em alguma determinada área, como o IIBA gera o BABOK. A seguir serão explanados alguns pontos referentes aos motivos e vantagens em obter uma certificação.

Comprovação de excelência

Ao se certificar, você conquista a garantia de uma instituição, altamente qualificada e reconhecida, que seus conhecimentos foram avaliados e testados e com isso está apto a exercer as funções relacionadas a área da certificação e/ou disseminar aquele conhecimento. E, caso esteja concorrendo a alguma vaga de emprego pode ter alguma vantagem sobre outros concorrentes, por esta garantia de que está capacitado.

Auto avaliação – Forças e Fraquezas

Após passar pela avaliação de uma certificação, independente de aprovação ou reprovação, você receberá um relatório referente aos pontos avaliados para aquele nível de certificação. Em grande parte das avaliações este relatório é completo com percentuais de atingimento, e mesmo que o profissional seja aprovado, ele tem como verificar onde ele precisa melhorar, ou caso seja reprovado, onde tem que focar mais para na próxima tentativa ser aprovado. E também consegue a validação sobre algo em que ele possui o conhecimento consolidado, o que permite que ele direcione esforços para se aprofundar naquele assunto.

Marketing pessoal

A partir do momento em que o profissional têm a capacitação comprovada por uma certificação, ela pode ser utilizada para a busca de uma nova oportunidade de emprego, para a negociação de um aumento de salarial, ou para uma mudança na área de atuação do profissional, que é o nosso caso: éramos desenvolvedores e realizamos a certificação em engenharia de requisitos enquanto desenvolvedores. Além de mudarmos de área para a carreira de analista de negócios, também conseguimos uma oportunidade em uma outra empresa que teve interesse na capacitação gerada pela certificação.

Requisitos básicos para projetos/licitações

Em muitos projetos, sejam eles governamentais, como é o caso de licitações, ou em projetos de grande porte, existe a exigência de uma quantidade mínima de certificação. Seja ela uma quantidade de funcionários com capacitação em uma ou mais áreas, ou uma certificação da empresa, como ISO ou uma certificação de maturidade como o MPS-BR ou CMMI, para que seja possível a habilitação da empresa para que concorra àquele projeto. Então pode ser uma forma de contribuir com o crescimento da sua empresa, e também com seu crescimento profissional.

Força para a área de atuação da certificação

Quanto maior a quantidade de profissionais certificados em uma determinada área, maior a força e a garantia de que a atuação da empresa será mais qualificada naquele setor, o que dá uma relevância maior para a área como um todo. No nosso caso, temos um grande número de profissionais certificados em Engenharia de Requisitos na DB1, o que dá a segurança para a empresa de que o trabalho dos analistas está sendo realizado com base nas melhores práticas do mercado, e que temos profissionais qualificados para gerar melhoria no processo de documentação do software.

Aquisição de conhecimento

Ao se habilitar para a certificação, além do conhecimento prévio, o profissional terá que estudar a documentação de apoio, na qual a prova foi baseada ou, quem sabe adquirir algum tipo de curso ou apostila para se capacitar. Com isso, muitas vezes durante o estudo, o profissional tem acesso a novas informações, novas tecnologias ou uma nova visão de um determinado processo que não seria obtido somente trabalhando naquela área, ou somente após muito tempo de atuação, além do contato com tendências de mercado.

Mérito gerado pela certificação

Aqui na DB1 quando algum dos nossos colegas de trabalho é aprovado em uma certificação, os gestores compartilham com os demais colaboradores, o que torna o profissional certificado uma referência no assunto e também valoriza a conquista do mesmo.

Certificação: um passo adiante em todas as áreas

Neste artigo, ficou evidente que a certificação possui motivações e vantagens tanto no âmbito profissional quanto no pessoal. Você pode se tornar referência no mercado, mudar sua área de atuação e evoluir na carreira através da superação de seus pontos de melhoria, tendo então a oportunidade de fazer a diferença em sua empresa e em sua vida como um todo! Assim, pense na relevância que pode atingir avalie suas expectativas e vá em busca da certificação que melhor se encaixa em seu perfil e naquilo que você quer alcançar, mesmo que isso signifique mudar de rumo. Vale muito a pena!

Referências

https://www.projectsmart.co.uk/top-10-benefits-to-earning-a-certification.php

https://www.globalknowledge.com/us-en/content/articles/10-benefits-of-it-certification-for-you-and-your-employer/

Tagged: , ,

Sobre o autor

Pedro Henrique Malvestio e Luiz Eduardo Feitosa

Pedro Henrique Malvestio da Silva é Analista de Negócios na DB1 Global Software. Bacharel em Sistemas de Informação, possui MBA em Gerenciamento de Projetos em TI e é Certificado em Engenharia de Requisitos (CPRE-FL). Atua na unidade de IT Services como analista da equipe Treetech e é o Líder do Comitê de Análise. Luiz Eduardo Feitosa é Analista de Negócios na DB1 Global Software. Possui MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas, MBA em Desenvolvimento de Aplicativos Móveis pela Faculdade Cidade Verde e graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Unicesumar. É certificado em Engenharia de Requisitos (CPRE-FL). Atua na unidade de IT Services e também é membro do Comitê de Análise.