Quanto vai custar e quando vai ficar pronto meu sistema?

Atualmente trabalho como Gerente de Projetos aqui na DB1 Global Software e gostaria de falar um pouco sobre uma situação que ocorre no meu dia a dia, pois penso que pode ajudar muitas pessoas. A situação é a seguinte:

A dificuldade do cliente em detalhar o que precisa

Quando um cliente necessita de uma solução sistêmica para resolver um determinado problema, um dos pontos que ele pensa é: “Quem vai me ajudar no desenvolvimento dessa solução? ”. Se ele possui uma equipe de TI interna e disponível, naturalmente repassará tal demanda para esse time. Caso contrário, ele vai ao mercado para contratar uma empresa de software para ajudá-lo e aí que mora o grande problema. Muitas vezes, o cliente não sabe como pedir/solicitar essa contratação e no geral, o instinto é enviar um documento “pobre/macro” a várias fábricas, pedir um orçamento de custo e prazo, e fazer uma comparação simplista para eleger qual empresa irá executar a demanda.

O que a fábrica deve fazer

Baseado nessa situação cotidiana, qual deve ser a postura de uma fábrica de software responsável? Ler o documento, fazer uma reunião de 10 minutos com o cliente e estimar por ordem de grandeza e enviar ao cliente? Sinceramente, não vejo que seja o melhor caminho. Pode até funcionar para sistemas pequenos, mas ainda assim não acho uma boa ideia. E por quê? Leia mais

Como gerenciar o tempo de forma eficaz e ser uma pessoa de alta performance?

Hoje em dia, é comum as pessoas dizerem que não têm tempo, alguns de vocês talvez busquem ter mais tempo, outros visam aproveitar melhor o tempo, pode ser que seu objetivo seja fazer mais coisas em menos tempo ou ainda escolher como usar melhor o tempo. Mas afinal, o que é tempo?

Eu, particularmente, gosto da definição de Jaime Wagner que diz: “Tempo não é dinheiro, tempo é vida. E vida é muito mais do que dinheiro.” Desde quando passei a lidar com essa concepção de tempo finito de vida, que vai do nascimento até a morte, passei a pensar em estratégias de como administrar melhor o tempo, visto que nós temos que viver nestas vinte e quatro horas do dia. “Delas nós devemos extrair riqueza, prazer, dinheiro, satisfação, respeito e evolução da nossa alma. O seu uso correto, o seu uso mais eficaz, é questão de máxima urgência. Tudo depende disso.” (Arnold Bennett).

Mas no que consiste administrar o tempo?

Leia mais