Trabalho Home Office no setor de TI: Dicas de como se preparar para as vagas

Sem tempo de ler agora? Ouça a matéria completa clicando no player abaixo:

Home office no Brasil: uma tendência

As mudanças no cenário político, social e econômico, afetam diretamente o (a) trabalhador (a) e sua relação com o trabalho. O modelo de trabalho home office (trabalho em domicílio) foi criado na década de 70 do último século, e surgiu para flexibilizar as condições de trabalho, e como forma de sobrevivência e adaptação das organizações frente às mudanças globais. Este modelo oportuniza diminuir o tempo de transmissão das informações e minimiza o tempo do processo de trabalho. As condições em que ocorre, evidenciam novas configurações de relações de trabalho, por conseguinte, exigem novas competências dos profissionais.

O modelo de trabalho home office, no que tange a flexibilização do jeito de se trabalhar, acompanhado de uma forma de controle do próprio trabalho, permite relações mais diretas e flexíveis entre os trabalhadores e também romper os limites da distância.

O sociólogo Bauman (2001), em seu livro Modernidade Líquida, menciona:

“Não importa mais onde está quem dá a ordem – a diferença entre ‘próximo’ e ‘distante’… está a ponto de desaparecer” (p. 16).

Quando a distância percorrida numa unidade de tempo passou a depender da tecnologia, de meios artificiais de transportes, os limites à velocidade de movimento existentes conseguiriam ser transgredidos: “apenas o céu era agora o limite, e a modernidade era um esforço continuo, rápido e irrefreável para alcançá-lo” (p. 16).

E como você pode aproveitar a tendência do home office? A seguir, veremos o impacto do modelo home office no mercado de TI para você ficar bem informado. Não trabalha com tecnologia? Fique tranquilo, darei dicas gerais para quem quer se preparar para o home office, independentemente da área de atuação! Leia mais