09/01/2019 Comunicação DB1

Blockchain: entendendo o hype

Blockchain é uma tecnologia que surgiu em 2008, e desde então, vem conquistando os holofotes. Com certeza você, que busca conhecimento sobre inovação, já ouviu falar de comércios utilizando a tecnologia blockchain em transações bancárias. O uso mais famoso é de blockchain aplicada ao Bitcoin, por exemplo. Dá para perceber que este assunto está no hype!

A ideia que surgiu com Satoshi Nakamoto retrata o propósito de trazer uma inovação disruptiva aos modelos de transações financeiras, como os quais acontecem hoje. O grande ponto é, que mesmo após 10 anos, toda a tecnologia blockchain ainda traz grandes discussões e repercussões no nosso dia a dia. Afinal, como funciona essa tecnologia? Podemos confiar nessa transação? Toda a operação envolvida na blockchain é segura? E aí, você entende desse assunto?

O conceito de Blockchain

Este conceito veio com o propósito de ser uma solução inovadora aos atuais modelos de transações financeiras, que exclusivamente, as transações online dependem de instituições financeiras que garantem o pagamento eletrônico. Toda essa intermediação causa custos de transações, e pelas transações serem reversíveis, aumenta o risco de fraude. A tecnologia blockchain vem para mudar esse sistema, trazendo uma revolução para esses modelos que são usados.

Para entender mais sobre isso, vamos imaginar uma rede de blocos que estão ligados por um hash (impressão digital – a unidade de medida do poder de processamento da rede) numa lista encadeada. Esta lista é similar ao trilho de um trem. Assim, cria-se um sistema formado por uma “cadeia de blocos”, sendo que as transações são colocadas dentro de cada um desses blocos, os quais são trancados por camadas criptográficas.

Segue um exemplo de como funciona uma rede de blockchain, onde os conteúdos são transmitidos de blocos para blocos:

Exemplo de rede em blockchain

O ponto principal é a ideia de descentralização: cada pessoa que faz parte dessa rede (participando ou minerando) tem uma cópia total desses dados, ou seja, a cadeia é perpetuada. Isso faz com que a blockchain tenha um protocolo de confiança, onde todos da rede podem validar.

Criptografia e Merkle Tree

Até aqui, vimos uma breve introdução do processo da blockchain. Mas agora pense, se a cadeia pode ser perpetuada, quando eu passo um dado para a rede blockchain, como vou saber que esse dado não foi alterado? É aí que entra o conceito de Merkle Tree, que funciona como uma “árvore de informações”, a qual é o ponto chave da segurança da criptografia da blockchain.

Para vocês entenderem mais a fundo como funciona essa tecnologia, no Lightning Talk abaixo, Pedro Mázala explica o hype sobre blockchain e os seguintes conceitos:

  • Rede de blocos ligados por um hash
  • Hash: função de derivar (impressão digital)
  • Descentralização (cópia dos dados)
  • Security de um hash
  • Protocolo de confiança
  • Lista encadeada (onde surgiu o primeiro bloco?)

E aí, esse Lightning Talk te ajudou? Se você aprendeu algo novo, então não deixe de compartilhar.

Até a próxima!

Comentários

comentários

Tagged:

Sobre o autor

Comunicação DB1 A DB1 Global Software, multinacional de tecnologia sediada em Maringá – PR, atua há 17 anos no mercado de tecnologia da informação, com softwares e serviços de desenvolvimento para empresas de médio e grande porte. A DB1 é a única empresa de tecnologia do Brasil com certificação MPS.BR nível A, possui certificação internacional CMMI-DEV nível 3 e figura há sete anos consecutivos entre as melhores empresas para se trabalhar pela GPTW (Great Place to Work). Com o lema “Seu Futuro é o nosso compromisso”, a DB1 se compromete com entregas de impacto e com qualidade para transformar o futuro de empresas e pessoas.