ANYMARKET e Domus ERP, ambos do grupo DB1 Global Software, são finalistas da 4ª edição do Prêmio ABComm de Inovação Digital

O ANYMARKET, integrador de marketplaces, e o Domus ERP, software de gestão empresarial, são finalistas do Prêmio ABComm de Inovação Digital na categoria Destaque em Tecnologia Web.

Em 2017, foram mais de 3.600 cases inscritos e 30 mil votos.

Promovido pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, a homenagem teve como objetivo estimular o desenvolvimento do mercado digital do Brasil, reconhecendo as melhores práticas, companhias e profissionais do setor e reconhecer as empresas e profissionais que se destacam em suas áreas de atuação. Leia mais

Resiliência: maestria em retornar à forma original

Esse texto é o primeiro de uma série de textos que discutirão resiliência e quais as ferramentas utilizadas para atingir essa habilidade e, então, aprendermos a ser mais felizes e resolver problemas de maneira positiva.

Imagine-se vivendo uma situação muito difícil para você: pode ser uma mudança radical de vida, pode ser uma doença, morte na família, separação conjugal, problemas familiares ou um clima pesado e estressante no trabalho. Você pode refletir especificamente sobre um problema que você está enfrentando hoje! É provável que seja fácil voltar o pensamento para essa situação, afinal, é algo que está sendo vivenciado e provavelmente te gera sofrimento. Algumas vezes esses problemas são fáceis e rápidos de resolver, outras vezes são difíceis e exigem tempo e paciência para serem resolvidos. Fáceis ou difíceis de serem resolvidos, problemas geram sofrimento!

Depois de ter imaginado uma situação difícil ou lembrado do seu problema, tente imaginar que todos os dias você terá que resolver esse problema e que ele se torna cada vez mais complicado e gera cada vez mais sofrimento. É possível viver bem, sofrendo diariamente para resolver problemas? Não, não é possível! Leia mais

Inovação: O caminho da dor ao valor

O caminho da inovação passa pela estratégia da dor até à entrega do valor.

Esse processo inovativo começa com a identificação de um problema; em seguida passa-se à coleta de informações; à geração de ideias (brainstorming criativo); à verificação e, por fim; à execução da startup.

A inovação é cíclica e possui vários estágios que acompanham o ciclo de vida do produto (surgimento, crescimento I, crescimento II, maturidade, declínio e morte) e deve envolver um porquê claro, para que o como e o quê se tornem meros detalhes (teoria do círculo de ouro, de Simon Sinek). Leia mais

Como solicitar consignado fácil com o Aplicativo Mobile Consignet Convênio

O celular já é o equipamento preferido dos brasileiros. Numa pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 94,6% dos internautas usam dispositivo móvel. Segundo Maria Lucia Vieira, gerente da pesquisa, “as pessoas priorizam as formas de comunicação mais fáceis e mais rápidas”. Para ler mais detalhes sobre a pesquisa, veja a matéria da EXAME.

O Consignet, sabendo dessa preferência nacional pelos aparelhos de celular, já tem disponível o Aplicativo Mobile Consignet Convênio. Afinal, o brasileiro não usa o celular apenas para se comunicar: aproveitar a comodidade de serviços na palma da mão já é essencial no cotidiano.

O aplicativo é compatível com android e em breve poderá ser utilizado em iOS. Leia mais

Lightning Talk – SEO e SEM: Que P*##@ é essa? Desmistificando o Ranqueamento do Google

O ranqueamento do Google  e suas estratégias (SEO e SEM) envolvem várias dúvidas: “Como aparecer no Google?”, “Como funciona a busca orgânica?”, “Como aparecer no topo das pesquisas do Google?”.

Ou, talvez, você nunca tenha ouvido falar de SEO e SEM. Nesse caso, é normal se perguntar “Que P*##@ é essa?”.

A primeira página do Google é o espaço mais disputado da internet. Todos querem saber como aparecer no topo das pesquisas do Google, especialmente sem investir dinheiro nisso.

SEO (Search Engine Optmization) é a estratégia para ser encontrado no Google gratuitamente. Entender o algoritmo de busca do Google e como funciona a otimização de SEO  é a chave para aumentar score rapidamente. Com o tempo de otimização, você pode conquistar o topo dos resultados na primeira página do Google, sem mexer no bolso.

E para quem deseja anunciar no Google, o SEM (Search Engine Marketing) também será explicado nesse Lightning Talk da Analista de Mídia Digitais da DB1, Lídia Campos!

Veja nesse Lightning Talk:

  • Por que alguns resultados do Google aparecem na primeira posição?
  • Processo do Google: Rastreamento, Indexação e Ranqueamento
  • Como melhorar o ranqueamento de páginas
  • Estrutura de anúncios SEM
  • Como pensar em palavras-chave para SEM e SEO
  • Title, URL, imagens e relevância do conteúdo
  • Comportamento do usuário

Confira tudo em 15 minutos!

Curtiu o assunto? Veja também o Lightning Talk “Como escrever textos atrativos (para o leitor e para o Google).”

O que são Requisitos Não Funcionais

A engenharia de requisitos define os requisitos não funcionais, ou requisitos de qualidade, como sendo os requisitos que especificam critérios que podem ser usados para descrever o funcionamento de um sistema, e não os comportamentos específicos, pois para isso é utilizado os requisitos funcionais. Os não funcionais estão ligados ao limite de uso e as propriedades da aplicação e são muito importantes no projeto de desenvolvimento de um software, pois caso sejam negligenciados, podem trazer prejuízo para o seu projeto.

O usuário não sabe o que é, por isso é difícil elicitá-lo

Nossos Usuários costumam pensar apenas nas funcionalidades que o sistema deverá ter e como deverá ajudar em seu negócio, esquecendo de pensar sobre questões como a quantidade de dados que o sistema deverá trafegar, qual a quantidade de acessos simultâneos e até menos em quais sistemas operacionais o sistema deverá funcionar. E muitas vezes o usuário realmente não sabe como levantar essas informações ou que essas informações são vitais para o projeto. E uma das tarefas dos analistas é ajudar os clientes a levantar esses dados ao iniciar um projeto.

Leia mais

Fábrica de software: quebrando o paradigma de projetos atrasados

Esse sempre foi um assunto muito presente em minhas rodas profissionais de discussão e nas negociações comerciais das quais participo. Que os projetos de software se tornaram cada vez mais estratégicos para empresas de todos os segmentos e um importante elemento competitivo, ninguém discute. A conversa esquenta quando a pauta são possíveis atrasos no prazo de entrega estipulado em contrato,  que podem representar prejuízos aos contratantes.

As estatísticas sobre desperdício de tempo e de dinheiro em projetos de software resultam em prejuízos dolorosos para as empresas. Levantamento do instituto Standish Group mostra que 88% dos projetos de software no mundo ultrapassam prazo, orçamento ou ambos, e que 31% são cancelados antes do término.

Esse cenário independe do tamanho da empresa, do seu segmento de atuação O que posso perceber é que a falta de artefatos mínimos, gestão eficiente do projeto, tempo e recursos causam um bloqueio enorme na produtividade da equipe, retrabalhos e consequentemente prazos estourados. A equipe vai por um caminho e o cliente por outro. Para se encontrarem depois, demora, custa mais caro e isso atrasa e encarece o projeto.

Foi quando, vendo a dor do mercado com esse tema, reunimos alguns dos Gerentes de Produto e desenvolvedores para elaborar um material que ajude as empresas a tomarem a decisão certa na hora de contratar os serviços de uma fábrica de software com o tema: “MAIS DE 85% DOS PROJETOS DE SOFTWARE ATRASAM. Assim como reformas, parecem não acabar nunca”. Buscamos discutir as razões que levam aos atrasos e como evitá-las.

O material criado pode ser acessado abaixo.

Espero que você aproveite e te ajude na tomada de decisão.

David dos Santos, Diretor Executivo e CEO da Unidade DB1 IT Services


Lightning Talk: Como escrever textos atrativos (para o leitor e para o Google)

Escrever textos atrativos na web é um desafio. Temos muito fixado em nossa mente que o público, especialmente o brasileiro, não está interessado em leitura.

Talvez você já tenha pensado em escrever, mas teve medo de que ninguém se interessasse em ler seus textos.

Para você que quer dominar a escrita, conquistar seu público e criar um blog que se popularize sem que você precise investir em anúncios, nossa redatora Camila Guedes ministrou um Lightning Talk que ensina técnicas para prender o leitor e otimizar o SEO (Search Engine Optimization).

Veja neste Lightning Talk:

  • Dicas para quem nunca escreveu saber como começar;
  • Novidades para quem já tem o costume de escrever artigos de blog;
  • Técnicas para o leitor encontrar o texto, ler inteiramente e navegar por outros artigos do seu blog;
  • Técnicas de SEO: como escolher palavra-chave para atrair o público certo, como aplicá-las no texto e como utilizar links para aumentar a popularidade.

Confira tudo em 15 minutos!

Quer saber mais sobre SEO? Veja o Lightning Talk “SEO e SEM: Desmistificando o Ranqueamento do Google“.

Consignet integra automatizações ao Banco do Brasil e agiliza a averbação de contratos

Pensando numa maior segurança e agilidade para processos bancários, o Consignet, software para gestão da margem consignável, considerado pela FEBRABAN o sistema mais confiável para as instituições financeiras, acaba de realizar a integração junto ao Banco do Brasil!

As operações integradas são as de lançamentos de contratos, baixa e conciliação de descontos consignados.

Como funciona a integração ao Banco do Brasil

A integração se dá via processamento por arquivos CNAB, que é um padrão de comunicação entre os sistemas de gestão de margem e o banco. A integração fornece maior segurança e agilidade para os processos de averbação de contratos (novos e refinanciados), baixa automática de contratos liquidados, conciliação de descontos em folha de pagamento.  Esse padrão de comunicação para integração foi estabelecido pela FEBRABAN. Leia mais

OWASP Cornucopia – um agile game para identificar potenciais falhas de segurança em softwares

Você já ouviu falar em codificação segura? Sabe onde encontrar material sobre isto? E sabe onde encontrar cases sobre segurança em software ?

Pois bem, talvez você tenha aberto uma nova aba no navegador e começado  a pesquisar. Garanto que você encontrou poucas referências em português, mesmo a nossa nação sendo um país com muitos incidentes referente a segurança.

Os gráficos abaixo são do CERT.br (Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil) e demonstram uma série de incidentes ocorridos na internet brasileira.

Total de Incidentes Reportados ao CERT.br por ano

Fonte: https://www.cert.br/stats/incidentes/ (acessado dia 20/02/2018 às 16h27)

Incidentes reportados ao CERT.br de Janeiro a Dezembro de 2016

 

Fonte: https://www.cert.br/stats/incidentes/2016-jan-dec/tipos-ataque.html (acessado dia 20/02/2018 às 16h28)

 

Mas será que este tema deve ser observado somente por equipes de infraestrutura e redes? Quão importante é um desenvolvedor de aplicações web conhecer possíveis tipos de ataques existentes? E se o desenvolvedor tiver este conhecimento, ele poderia mitigar as vulnerabilidades através da codificação correta e segura de software?

Elmo Vila Sésamo pensativo

Fonte: https://media.giphy.com/media/8acGIeFnqLA7S/giphy.gif

Pensando em facilitar este conhecimento, a OWASP (Open Web Application Security Project) desenvolveu um agile game denominado Cornucopia. O objetivo do jogo é gerar uma lista de bugs potenciais numa aplicação web através de gameficação e participação de diversos interessados no produto (desenvolvedores, analistas, tester, dono de produto ou stakeholders). O game não prevê como serão solucionadas as vulnerabilidades identificadas. Isto deve ser feito em outro momento. O benefício gerado é termos exatamente quais itens de segurança que devem ser tratados pelo time em tempo oportuno.

Cornucopia: Como é o jogo?

Este jogo é composto por um baralho com 6 naipes e 2 curingas. Cada naipe representa uma categoria que deve ser validada no software web. Os naipes disponíveis são:

  • VALIDAÇÃO DE DADOS DE ENTRADA E CODIFICAÇÃO DE DADOS DE SAÍDA
  • AUTENTICAÇÃO E GERENCIAMENTO DE CREDENCIAIS
  • GERENCIAMENTO DE SESSÕES
  • CONTROLE DE ACESSOS
  • PRÁTICAS DE CRIPTOGRAFIA
  • CORNUCOPIA (categoria especial de ataques)

Leia mais