skip to Main Content

Ciclo de Vida Empresarial: Seu foco é Sobrevivência ou Continuidade?

Toda empresa tem um determinado ciclo de vida. Saber em qual fase desse ciclo de vida sua empresa está é ter condições de lidar com os desdobramentos desse contexto. 

Fazendo um paralelo com a Pirâmide de Maslowempresas pequenas necessitam de fatores básicos, já que necessidades fundamentais e de sobrevivência são listadas na base da pirâmide, assim podemos comparar nosso alimento, sono e abrigo como sendo no mundo empresarial: caixa, vendas resultado. 

Diante dessa analogia, ao longo do seu ciclo de vida as empresas vão se estruturando e suas necessidades também são ajustadas. Isto é, quando as necessidades de sobrevivência se estabilizam, sua prioridade passa ser: crescer de forma sustentável, priorizando sua continuidade e aumentando sua fatia de mercado e longevidade. 

O momento do ciclo de vida da empresa também precisa ser entendido para que a sua evolução não aconteça de forma desestruturada e sua estratégia seja reativa, pois é comum que eventos de expansão mais rápida do que a empresa pode suportar impliquem descontrole. E muitas vezes, uma pausa para se reestruturar comumente acaba sendo um momento decisivo para sua continuidade. 

Para entender melhor em qual fase do ciclo de vida sua empresa se encontra, conheça as fases do ciclo de vida das empresas: 

Fases do Ciclo de Vida Empresarial

Ciclo de vida empresarial

A primeira fase do ciclo de vida de uma empresa é a Startup, na qual a ideia é colocada em prática, testada e os esforços são para que ela possa ser inserida no mercadopois é normalmente nesta fase que ela acaba sendo sustentada por recursos de investimentos de acionistas. Os papéis e funções ainda são genéricos, pois a empresa não tem condições financeiras de manter funcionários para todas as funções. 

Na segunda fase, denominada Crescimento, os desafios estão direcionados em crescer ajustando seu modelo de negócios para converter as ideias em receitas que gerem resultados, já que ela passará a ser sustentada por recursos próprios, mas ainda precisa de um posicionamento de mercado. 

A fase de Maturidade é reconhecida por um posicionamento de mercado, com uma continuidade de vendas, fluxos de caixa estáveis, vendas reativas, com funções e processos mais estruturados e definidos além de um modelo estabelecido de melhorias contínuas. Trata-se de uma empresa com boa performance comercial e bom desempenho financeiro. 

Declínio é a última fase do ciclo de vida da empresa. Nela os sintomas são: concorrência muito acirrada, produtos obsoletos, dificuldades de conquistar novos clientes com alto turnover de clientes e os resultados já não valem o esforço operacional. É possível aumentar a longevidade da empresa, mas nesta fase isso acarretará em um investimento relevante na atualização dos produtos, reposicionamento da marca e captação de novos clientes. 

E como podemos aumentar a longevidade da empresa?  

Longevidade 

Agora que explanamos as fases, e entendemos as características de cada uma delas, fica a pergunta: Em qual fase do ciclo de vida sua empresa se encontra? 

A consciência sobre isso te ajuda a avaliar a melhor estratégia e plano de ação suprir as necessidades de curto e longo prazos. 

Dentro desse exercício, e agora que temos o entendimento do contexto em que minha empresa atua, liste quais os fatores que sua empresa precisa para garantir a sobrevivência e continuidade. Seguem alguns exemplos. 

Fatores de sobrevivência: 

  • Capital de giro 
  • Recebíveis de curto prazo 
  • Estoques ou capacidade produtiva 
  • Visibilidade de vendas recorrentes (capacidade de geração de caixa de curto prazo com margens positivas) 
  • Baixo desperdício com gastos desnecessários (retrabalho, estoque de baixo giro, operação e etc.) 
  • Gestão de riscos 

Fatores de continuidade:

  • Planos reposição de colaboradores (turnover) 
  • Reservas de contingência 
  • Criação de novos produtos e novos serviços 
  • Indicadores de controle pautados na estratégia da empresa 
  • Controle de custos e melhoria contínua 
  • Marca reconhecida 

Esses são alguns fatores que podem impactar na sobrevivência ou continuidade da sua empresa.  

Vale lembrar que em períodos de crise, entender como o setor que sua empresa atua é atingido é muito importante. E para entender sobre isso, a utilização de uma ferramenta como análise SWOT pode esclarecer quais as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades em que sua empresa está submetida, e assim abortar com mais assertividade os fatores. Nesse período de crise os fatores de sobrevivência precisam ser revisitados e acompanhados de perto, para evitar impactos significativos na continuidade organizacional. 

Diante disso, conhecer o contexto de negócio, a fase do ciclo de vida e desenvolver medidas estratégicas e conscientes sobre sua empresa, ajuda a ter uma empresa próspera, saudável e sustentar a longevidade do seu negócio. 

Sobre o autor

Diálison Aparecido Veroneze é Gerente de Projetos na DB1 Global Software. É Bacharel em Contabilidade, Especialista em Controladoria e Contabilidade e Técnico em desenvolvimento de Software. Atuou como Diretor, Diretor Operacional, Gerente de Fábrica, Gerente de Implantação, Gerente de Projetos e Implantador dos sistemas de Gestão Empresarial. Trabalhou com projetos em seguimentos como: Distribuidoras, E-commerces, Indústrias, Construtoras, Órgãos sem fins lucrativos e Prestadoras de Serviços.

Dialison Veroneze

Diálison Aparecido Veroneze é Gerente de Projetos na DB1 Global Software. É Bacharel em Contabilidade, Especialista em Controladoria e Contabilidade e Técnico em desenvolvimento de Software. Atuou como Diretor, Diretor Operacional, Gerente de Fábrica, Gerente de Implantação, Gerente de Projetos e Implantador dos sistemas de Gestão Empresarial. Trabalhou com projetos em seguimentos como: Distribuidoras, E-commerces, Indústrias, Construtoras, Órgãos sem fins lucrativos e Prestadoras de Serviços.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top