skip to Main Content
Dicas Para Integrar Um Desenvolvedor Trainee à Sua Equipe

Dicas para integrar um desenvolvedor Trainee à sua equipe

A necessidade de um novo desenvolvedor que se encaixe no projeto.

Em muitos projetos temos a necessidade de acrescentar à equipe um novo desenvolvedor ou homologador, porém incluir uma nova pessoa à equipe é sempre um desafio. Se encaixar nos métodos de trabalho da equipe, na maneira de se lidar com o cliente, nem sempre são coisas simples, principalmente quando o profissional já vem com vícios ou costumes de outras empresas ou equipes. 

O perfil que procurávamos

Uma solução interessante, principalmente se levarmos em questão o custo pro projeto, seria a contratação de um trainee para o time, alguém sem vícios e que poderá se adaptar de maneira mais fácil ao modelo da equipe que está entrando. Porém, isso traz alguns desafios: encaixar alguém sem muita experiencia no mercado de trabalho numa equipe com projeto rodando, sem deixar de atender o cliente com a máxima qualidade.  

Para vencer os desafios da adaptação do desenvolvedor trainee, é necessário cautela e planejamento. Por isso passarei algumas dicas que funcionaram para o meu projeto e que podem ajudar você e seu projeto. 

Início do plano de treinamento

Faça um plano de treinamento, aonde você pode pedir para ele ler o clean code ou outro livro que julgue pertinente. Peça também para que faça um treinamento de teste de software e de testes automatizados, para que se possa atuar inicialmente na homologação, permitindo que conheça o sistema e as regras antes de iniciar no desenvolvimento. 

Para ver os resultados, peça entregas relacionadas aos treinamentos, como apresentação sobre pontos principais do livro que pediu para ele ler, e passe algumas pequenas tarefas do projeto na parte de homologação para aplicar os conhecimentos dos treinamentos de testes realizados. 

Adaptação feita devagar internamente

Após isso, você pode pedir para realizar treinamentos relacionados ao desenvolvimento, aprendendo sobre as tecnologias usadas no seu projeto e coisas que se identifique que precise aprimorar nele. Como entrega, a dica é pedir para fazer uma apresentação de um projeto estruturado, usando tecnologias estudadas e com um tema passado por vocês. 

Com os treinamentos realizados, peça para que ele faça um trabalho de estudo sobre a regra de negócio de partes principais do sistema, lendo a regra de negócio e navegando pelo sistema. Peça como entrega para que ele monte uma apresentação para explicar as regras daquelas telas, e abrir bugs caso encontra-se, e dependendo do bug, pode-se pedir para que ele próprio corrija após a apresentação. 

Conclusão: Uma adaptação que foi boa pros dois lados

Dessa forma, ele terá a oportunidade de aprender sobre o sistema, sobre o código fonte, e sobre maneiras que a equipe trabalha, sem ter a pressão inicial de entregas para o cliente. Com isso quando ele começar a homologar, desenvolver e apresentar coisas reais no projeto, ele já estará mais acostumado, e a integração ocorrerá de maneira excelente. 

Esse plano foi usado no projeto do BRDE com um trainee, e ele em menos de 1 ano de empresa foi considerado um trainee sênior, ele nos ajuda em várias frentes, com vários sistemas, e trabalha como um desenvolvedor ou homologador experiente. Ele é elogiado não só pela equipe como pelo cliente, e acreditamos que moldamos um excelente profissional para nossa empresa. 

Bruno Ribeiro

Bruno Neves Ribeiro é formado em Sistemas de Informação pela UNOESTE. Trabalha na DB1 desde Julho/2015, e está na equipe do BRDE desde Maio/2016 como desenvolvedor.

Bruno é casado, pai da Sofia, católico, gosta muito de futebol,
NBA, filmes, séries, jogos e tecnologia.

Bruno é desenvolvedor C#/.NET há quase 6 anos, e recentemente recebeu a certificação 70-483 Programação em C# da Microsoft

Este post tem 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top