Dicas para uma boa Análise de Requisitos

Uma boa Análise de Requisitos pode fazer toda a diferença em um projeto de
software, e por ser um documento muito específico que demanda conhecimento tanto
técnico quanto de negócio, precisa ser muito bem desenhado. Esse é um ponto crucial
para que no final do processo o software seja rápido, eficiente e apresente uma alta
performance. Temos também um artigo focado na importância e diferencial da Análise de requisitos, veja aqui.

Se a empresa contratante do serviço de desenvolvimento de software possuir um
analista especializado, um desenvolvedor ou um profissional técnico que possa se
envolver no projeto, ele pode construir o documento. Porém, se esse não for o caso, o
melhor a fazer é também contratar esse serviço de maneira terceirizada.

Os 3 pontos-chaves  para uma boa Análise de Requisitos

  1.  Entender a importância do documento e construí-lo com a maior quantidade de informações possível;
  2.  Promover o trabalho em conjunto com a empresa desenvolvedora (que pode analisar e re-analisar até obter um produto final completo);
  3.  Saber que o levantamento de informações e a escrita da análise levam em média oito horas de trabalho, podendo chegar a quatrocentas, esse é um dado baseado em históricos de análises desenvolvidas pela DB1.

Leia mais

Análise de requisitos: qual a sua importância e diferencial?

Se você já participou de algum projeto de desenvolvimento de software ou já contratou serviços de fábrica de software, pode ter esbarrado com o termo “Análise de Requisitos”. E o que para muitos é algo obscuro, confuso e até sem relevância, tem uma importância extrema em vários aspectos.

Mas afinal, o que é Análise de Requisitos?

A Análise de Requisitos é o primeiro passo do processo de desenvolvimento de um projeto de software e que tem por produto de trabalho documentos que contemplam detalhes minuciosos do software. Estes documentos norteiam a visão e o escopo do projeto, dando rumos do que é e porque será desenvolvido.

Com a Análise de Requisitos, tanto a equipe da fábrica de software quanto o cliente conseguem ver com clareza os seguintes pontos:

  • O que vai ser criado;
  • Como será criado;
  • Para que será criado;
  • Quanto tempo irá levar;
  • Visualizar como o sistema vai ficar antes mesmo do início do desenvolvimento (e com a utilização de protótipos interativos);
  • Estimar o investimento financeiro total necessário. Leia mais

Pra que certificação de qualidade de desenvolvimento de software?

Pra que certificação de qualidade de desenvolvimento de software

Em uma visita comercial recente, fui indagado sobre o “porque certificar o processo de desenvolvimento de software?

Bom, se a implantação do certificado engessar o processo, não serve para absolutamente nada.

Agora, se o processo de certificação se encaixar na cultura de sua empresa, fazer parte do seu dia a dia, fazer parte das metodologias que você aplica e ajudar a manter o “trem no trilho”, agregando valor aos times de desenvolvimento, testes, qualidade, analistas, a resposta para a pergunta acima é praticamente respondida.

Leia mais