Pessoa acessando o google para conferir SEO e como melhorar o rankeamento
E-commerce

Don’t Panic, the answer is SEO – como melhorar seu rankeamento no Google.

Pessoa acessando o google para conferir SEO e como melhorar o rankeamento
Emanuella Siqueira
25 de março de 2019
Pessoa acessando o google para conferir SEO e como melhorar o rankeamento

O que é SEO? 

SEO, ou Search Engine Optimization é um conjunto de estratégias utilizadas para melhorar o rankeamento de sites nas buscas orgânicas de plataformas busca.  

Essas plataformas, como Google e Bing, utilizam dois principais pilares no posicionamento orgânico: autoridade e popularidade. 

Neste artigo, explico como trabalhar a autoridade e popularidade do seu site. Leia até o final para saber como otimizar o SEO!

Autoridade 

A autoridade aponta o quão importante seu site é dentro da área que aborda. Para ter autoridade, muitos aspectos são considerados, dentre eles: a semântica da palavra-chave usada na página e como ela está relacionada ao assunto, as imagens e metatags utilizadas, entre outros.

Dessa forma, utilizamos as estratégias de SEO para otimizar seu site para ter mais autoridade. Primeiramente, é importante definir a palavra-chave que representa o assunto da página que queremos otimizar. 

Tendo isso em mente, iremos organizar os textos, utilizando as tags H1, H2 e H3 para criar uma organização semântica no texto, facilitando a leitura do mesmo. É importante que nessa divisão sejam utilizadas palavras-chaves relacionadas ao assunto em questão, e que ao longo do texto a palavra-chave principal seja repetida. Porém, para que não fique excessivo, é recomendável usar o cálculo (P/Q) x 100, em que P é o número de repetições e Q a quantidade de palavras no texto, o número final não deve passar de 2%. 

As palavras-chave também devem ser utilizadas para nomear os arquivos de mídia que forem incluídos ao longo do texto. As imagens devem ser leves para diminuir o tempo de carregamento da página. Recomenda-se que as imagens sejam abaixo de 250 kb.

As metatags, apesar de não influenciarem no rankeamento do site em buscas, podem ajudar os usuários. A metatag é a descrição que irá aparecer no Google quando alguém pesquisar assuntos relacionados ao seu site.

Assim, ter a palavra-chave na metatag facilita que o usuário identifique o conteúdo que ele irá encontrar naquele link. Isso também ajuda a reduzir a taxa de saída do site, pois uma vez que está claro o assunto daquelas páginas, reduzimos a chance de acessos errados. 

Como escolher palavras-chave

Ainda sobre as palavras-chave, vale lembrar que quanto mais específica uma palavra, mais fácil será de indexar o site. Algumas plataformas que podem auxiliar na escolha das palavras-chave são: o GoogleAds e Google Trends.

Por meio do GoogleAds podemos ter acesso ao Planejador de Palavras-chave, que além de mostrar a média mensal de pesquisas e concorrência dos termos, também mostra palavras-chave relacionadas. O Google Trends tem uma função similar, porém também mostra uma timeline de pesquisa dos termos e se há sazonalidade neles. 

Popularidade 

A popularidade indica a relevância de uma determinada página, sobre um conteúdo específico do qual ela fala. Para analisar a popularidade de uma página, são levados em conta: a autoridade do domínio, backlinks e menções sociais. 

Os backlinks são as referências que outros sites fazem ao seu link. Isso faz com que seu site pegue “emprestado” parte da popularidade do site que fez referência. É importante, porém, buscar ser referenciado por sites que têm relação ao seu conteúdo. 

Já as menções sociais são os compartilhamentos do seu link em redes sociais. Isso pode ser facilitado ao incluir botões de compartilhamento ao final ou na lateral dos textos.  

Construir popularidade offpage 

Para aumentar a popularidade offpage podemos utilizar de alguns artifícios, como por exemplo, utilizar um blog para abordar assuntos relacionados; assessoria de imprensa; patrocínio de eventos e redes sociais 

Métricas 

Para analisar os resultas do seu projeto de SEO temos algumas métricas. São elas:

  • Visitas orgânicas;
  • Receita orgânica;
  • Metas alcançadas com acesso orgânico;
  • Acesso direto.

Essas métricas podem ser acessadas no Google Analytics. 

Complementos 

Page Title 

A page title é um código dentro do HTML que identifica o título que irá aparecer na busca do Google, e na aba do navegador. Ao criar seu título, é importante utilizar palavras-chave relacionadas ao assunto que será encontrado na página. Isso auxilia o rankeamento, assim como a experiência do usuário na busca.  

O page title é o elemento mais importante dentro do SEO, e quando não é feito de forma correta, pode fazer com que o Google não identifique a relação do seu site com as palavras-chave buscadas. 

URL da página 

O Google busca palavras-chave também no endereço da página. Dessa forma, é importante que ele seja descritivo e contenha as palavras-chave daquela página. Por exemplo, a url desse artigo é: /seo-como-melhorar-seu-rankeamento-no-google

Texto puro 

É importante que o Google seja capaz de ler seu site por completo, por isso o ideal é utilizar HTML + CSS.  

Redirect 301 

O Redirect 301 avisa o navegador que uma determinada página foi movida para outro endereço. Isso faz com que a autoridade da página anterior seja quase completamente transferida para o novo endereço.  

Canonical 

A tag canonical deve ser utilizada sempre que houver um conteúdo duplicado, ou seja, duas páginas de textos idênticos. Essa tag serve para indicar qual é o conteúdo original.  Enquanto o Redirect 301, faz o redirecionamento no próprio servidor, a tag é implementada no HTML com o código: 

<link rel=”canonical” href=”www.enderecoescolhido.com.br” /> 

Com isso, os buscadores identificam que que são duas versões de uma mesma página, e transferem a autoridade para a principal. A principal diferença entre a Canonical e o Redirect é que na Canonical os usuários iram ver endereços diferentes, porém a autoridade é redirecionada, já no Redirect o usuário verá apenas uma URL. 

Blackhats 

Os blackhats do SEO são práticas que os buscadores consideram erradas e que podem levar a uma penalização no site.  Veja algumas delas:

Texto oculto 

Inserir textos ou link que não são visíveis é considerado um blackhat. Seja inserindo textos ou link atrás de imagens, ou deixando-os da mesma cor que o fundo, de forma que não seja visível. 

Excesso de palavras-chave 

Como já vimos acima, o ideal é que a taxa de repetição de palavra-chave seja de 2% para não ser repetitivo, além disso o excesso de palavras-chave é também um blackhat. 

Esquema de links 

Também conhecido como linkfarming, esquema de links é quando um conjunto de sites fazem referência entre si, para aumentar a popularidade dos mesmos. Isso também pode ser feito com a criação de sites, ou blog falsos, cujo intuito é gerar links para um principal. Existem também os PBN’s, private blog networks, sites que já existiam e possuem autoridade que são comprados para fazer o esquema de gerar links para outro principal.  

Conteúdo duplicado 

Os buscadores são capazes de identificar conteúdos que foram duplicados. Além de não mostrar esses conteúdos na busca, o site também pode sofrer penalizações.  

Punições 

Caso alguma dessas diretrizes seja quebrada pelo seu site, o Google pode impor algumas punições. São elas queda de posição no ranking em 30, 50 ou 950 posições ou até mesmo banimento do Google. 

Caso você veja que recebeu uma penalização do Google, o primeiro passo tentar identificar o que causou essa punição e tentar reverter. Feito isso, é possível fazer um pedido de reconsideração no google.   

 Conclusão

Nesse artigo, infelizmente não trouxemos a grande resposta sobre a vida, o universo e tudo mais. Mas esperamos ter resolvido algumas dúvidas sobre SEO, como melhorar sua popularidade, autoridade e ranqueamento. Além de algumas coisas que não devem ser feitas. Você também pode conferir o Lightning Talk da Lídia sobre SEO e SEM. Até mais, e obrigada pelos peixes. 


Escrito por

Emanuella Siqueira

Inscreva-se e receba nossa newsletter!

Estamos sempre gerando conteúdos inéditos para compartilhar conhecimento com você, além das últimas notícias de tecnologia.