skip to Main Content

Conheça o conceito de Testes de Performance para garantir a qualidade de aplicações

Não pode ler agora? Ouça esse conteúdo durante suas atividades:

O mundo moderno exige respostas rápidas e confiáveis. Usuários de sistemas de informação são exemplos dessa exigência. Aplicações Web, por exemplo, devem proporcionar resultados imediatos para seus usuários de forma que contribua para a sustentabilidade do negócio e, claro, não sejam alvos de críticas no mercado. 

Há alguns anos, aqui na DB1, houve a necessidade de introduzir atividades de teste de performance em alguns de nossos produtos. Como eu ainda não dominava este segmento de testes, logo me prontifiquei para iniciar estudos sobre o assunto e, diga-se de passagem, fiquei impressionada com as possibilidades que estes testes nos trazem. 

A propósito, você sabe porque é tão importante testar a performance de uma aplicação? 

Continue lendo

O papel de UX (User Experience) em projetos de software

Quando o termo User Experience (em português, Experiência do Usuário) foi cunhado por Don Norman, no início dos anos 90, podíamos contar nos dedos as empresas que realmente pensavam em entregar produtos alinhados às expectativas dos usuários. Por muitos e muitos anos, o que era levado em conta na hora de entregar um produto era simplesmente a capacidade de algo funcionar e ponto final. Não havia muito tempo (ou recurso) disponível para tentar entender quais eram os problemas reais dos usuários e o que eles realmente queriam. Se considerarmos que a maioria dos softwares produzidos na época eram voltados às empresas, fica ainda mais fácil de entender porque o usuário era jogado pra escanteio: o produto tinha que se adequar ao que o cliente quer, afinal, é era ele quem estava pagando. 

Entretanto, no “mundo dos usuários”, a tecnologia era vista como vilã e a “arte” de entendê-la era restrita a poucos. Isso foi, um grande problema para os usuários, que se sentiam intimidados por esse novo cenário. Isso demandava um alto tempo de treinamento e utilização do produto, o que era custoso demais para todos os envolvidos no processo: os desenvolvedores. 

Continue lendo

TENDÊNCIAS: 1, 2, 3 passou!

As tendências que daqui a pouco já não são.

Que o diga os roteiristas de Ficção Científica de Hollywood. Pensa bem, se imagine escrevendo um filme de ficção científica… o que colocaria que teria de tão diferente do que existe hoje em 100 anos? Carros voadores? Robôs fazendo tarefas domésticas? Casas controladas pela internet. Computadores sendo comandados por pensamento… ops, tudo isso já existe ou está em teste quase pronto pra ser lançado. “A ficção imagina futuros que muitas vezes estão mais próximos do que pensamos. Com a velocidade do desenvolvimento tecnológico, fica cada vez mais difícil imaginar como será daqui 50 ou 100 anos. Os escritores de ficção científica agora precisam se esforçar muito se quiserem nos impressionar com alguma possibilidade distante. Tudo o que sempre imaginamos já é ou está se tornando real.”Alberto Brandão colunista de Ciência e tecnologiaCultura e arte

Ok, mas o que isso tem a ver com o seu negócio de e-commerce? Simples, em nenhum outro ramo as tendências chegam tão rápido. O que era previsto para o próximo ano, acontece no primeiro trimestre.

Continue lendo
Back To Top