skip to Main Content

Software parametrizável ou personalizável, qual a melhor estratégia para desenvolvimento?

Não pode ler agora? Ouça esse conteúdo durante suas atividades:

É muito comum que empresas sofram as consequências de um legado de decisões tomadas sem considerar os impactos. Para qualquer empresa que desenvolva software, decidir quando e como deve-se modificar o sistema é um trabalho que exige responsabilidade, pois muitas vezes os reveses de ter que sustentar tal código custam mais do que escrevê-lo. 

São diversas as estratégias que podem ser adotadas para desenvolver soluções sistêmicas. Por exemplo: desenvolver de forma unitária e escalável “software de caixinha”; com componentes acopláveis; parametrizável, com opções de ligar ou desligar rotinas; personalizável, que permita codificar soluções em cima de um core base; etc. Vale lembrar que cada uma delas tem suas vantagens e desvantagens, pois tudo depende do problema que se pretende resolver. 

Escolhendo a melhor estratégia de desenvolvimento para cada perfil de empresa 

A estratégia adotada na concepção de uma solução sistêmica pode mudar muito dependendo de qual objetivo se pretende alcançar. Um fator importante é: para quem está sendo desenvolvido? Ou seja, qual o perfil do seu público-alvo? 

Para ser mais específico, tomaremos como base uma solução ERP (sistema integrado de gestão). Assim podemos imaginar situações práticas e definir cenários hipotéticos para cada perfil de empresa. 

Dependendo do movimento operacional,  estratégia e capacidade financeira, as empresas podem: querer melhorar seus processos, apenas sistematizar processos que já estão bem definidos, estar focadas em melhorar seus resultados, dentre muitos outros objetivos. Vamos entender três perfis de empresas e que tipo de solução pode ser mais adequada.  

Continue lendo

O que é CMMI 2.0 e o que mudou com essa versão

Durante os anos, o modelo CMMI (Capability Maturity Model Integration) já passou por diversas atualizações. Utilizado como um framework de melhoria contínua de processos, ele é geralmente aplicado em conjunto com métodos, conceitos e diversas abordagens de trabalho, como os métodos ágeis. Assim, em 2018, uma nova atualização do modelo foi disponibilizada considerando sua evolução nos últimos anos e contemplando novas realidades do mercado. Leia até o final para entender tudo sobre a versão 2.0 do CMMI!

O que muda no CMMI 2.0

Este novo modelo tem sua avaliação muito mais atrativa, pois nas versões anteriores o software de avaliação utilizado era menos amigável e exigia grande esforço da equipe de preparação da avaliação coletar as evidências. Com o novo modelo o método de avaliação também foi alterado para uma plataforma online, onde a equipe poderá manter todos os artefatos e evidências atualizados de maneira mais simples e mais abrangente.

Continue lendo

Conheça o conceito de Testes de Performance para garantir a qualidade de aplicações

Não pode ler agora? Ouça esse conteúdo durante suas atividades:

O mundo moderno exige respostas rápidas e confiáveis. Usuários de sistemas de informação são exemplos dessa exigência. Aplicações Web, por exemplo, devem proporcionar resultados imediatos para seus usuários de forma que contribua para a sustentabilidade do negócio e, claro, não sejam alvos de críticas no mercado. 

Há alguns anos, aqui na DB1, houve a necessidade de introduzir atividades de teste de performance em alguns de nossos produtos. Como eu ainda não dominava este segmento de testes, logo me prontifiquei para iniciar estudos sobre o assunto e, diga-se de passagem, fiquei impressionada com as possibilidades que estes testes nos trazem. 

A propósito, você sabe porque é tão importante testar a performance de uma aplicação? 

Continue lendo

A tecnologia blockchain e como se aplica ao Bitcoin

Hoje, muito se fala sobre o Bitcoin, moeda virtual que atingiu seu ápice de valorização no dia 17 de dezembro de 2017, chegando a valer 20 mil dólares a unidade, enquanto seu capital de mercado atingiu incríveis 326 bilhões de dólares. Se compararmos ao Facebook, por exemplo, onde a capitalização de mercado está em torno de 460 bilhões de dólares, constata-se que é um valor bem expressivo, e por esse motivo, o Bitcoin tem chamado muito a atenção.

Ao falarmos de Bitcoin, não podemos deixar de abordar um conceito de tecnologia, que os noticiários anunciam como “A maior revolução do século 21”; “Vai mudar o mundo”; “A maior coisa depois da internet”; Notícias essas que se referem ao Blockchain.

Continue lendo
Ilustração para o conceito de MVP, onde uma bicicleta evolui para uma moto e depois um carro

MVP: O que significa e como usar no desenvolvimento de software

MVP – O que significa? Talvez você já tenha ouvido essa sigla, mas ainda não entende o que ela quer dizer na prática. Também existe uma confusão entre o significado de MVP e propótipo, sendo que nem sempre as diferenças entre os dois estão claras para todos.

Quem trabalha com desenvolvimento de software sabe: o prazo é um dos maiores desafios. O cliente tem pressa de solucionar seu problema, e seu projeto deve sair com a qualidade desejada e num prazo justo. Mas, enquanto você trabalha para que o software supere a expectativa, o cliente continua com um problema em mãos.

O MVP existe para ajudar a resolver isso. Aqui, você entenderá o que essa sigla significa e todo o potencial que ela traz para seu trabalho.

Você encontrará:

  • Uma explicação aprofundada do que é MVP
  • Como utilizá-lo para transformar seu software em um foguete
  • Vantagens de implementar o modelo MVP

Boa leitura!

Continue lendo

Saúde DB1 possibilita acompanhamento 24 Horas pelo celular

Utilizado em Maringá desde 2008, o sistema Saúde DB1 é referência em todo o Brasil, sendo recomendado pelo Ministério da Saúde. Aplicado em Pará de Minas este ano, o software já mostra avanços na celeridade dos serviços. Prova disso é a Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 horas, que desde a inauguração já trabalha utilizando o Saúde DB1 e tem diagnósticos mais precisos e ágeis.

Elias Diniz, prefeito de Pará de Minas, interessou-se no Saúde DB1 com o objetivo de qualificar e aumentar a eficiência do atendimento aos pacientes da rede pública. Hoje, Elias e o secretário municipal e interno da Saúde, Paulo Duarte, monitoram os atendimentos realizados na UPA 24 horas em forma de dados estatísticos e gráficos, mostrados pelo aplicativo de celular.

Continue lendo

Processo de integração contínua DB1 IT Services

O processo de integração contínua se inicia no planejamento das funcionalidades, que são cadastradas como Features na ferramenta VSTS (Visual Studio Team Services), que são elaboradas pelo Analista de Negócios da equipe, e documentadas formalmente como requisitos.

Após a análise da funcionalidade, é feita a separação da feature em Product Backlog Items (PBI), que se referem a pedaços menores e entregáveis de uma funcionalidade.

Continue lendo
Back To Top